Chegada a Bogotá

16 de setembro de 2006

Um pequeno aeroporto com un grande corredor de El Dorado e escadas que se somam a escadas e um corredor longo com decorações sobre um mundo de ouro, o paraíso para os espanhóis.

La vaccuna, el câmbio, el parqueo e rumamos para a rua. Trânsito tranquilo de sábado numa via expressa com uma longa cicloruta no canteiro central. Em pouco tempo a chegada até as ruas estreitas do centro velho, calçadas estreitas. Alguns estacionamentos particulares e tudo parece um pouco uma cidade do interior. Afinal a noção de metrópole dos cariocas passa sempre pela Avenida Rio Branco e a Nossa Senhora de Copacabana que cortam regiões de trânsito pesado e gente, muita gente.

Na foto, nosso destino, visto de dentro do carro.

Ao finalmente sairmos do carro uma caminhada e Hostal Sue. Uma casa, alguns quartos e pronto, temos um albergue.

Em outra imagem, a Rede Cultural para pedestres.
Passeio na rua, ruas “peatonales”. Centro velho com uma estreira rua sem trânsito de autos, é sempre assim de sexta a domingo. Muitos bogotanos passeiam e a cada cruzamento duplas de voluntários vestidos de amarelo orientam motoristas e pedestres, guardinhas de verde são os responsáveis pela segurança.

Por fim a Plaza Bolívar. A Theca Petra ao centro além de Carlos e sua esposa Adriana.

Tags , .Adicionar aos favoritos link permanente.

Deixe uma resposta