Novo Centro de Compras

O Natal se aproxima e, no Rio de Janeiro, foi inaugurado nessa quarta feira um grande centro de compras localizado em um bairro nobre da cidade.

Com capacidade para 1.200 veículos automotores, o Shopping Leblon gerará um tráfego maior em seu entorno. Para contornar o problema, foram feitas algumas mudanças viárias. Para conferir a implementação das mudanças e saber da adequação do empreendimento à legislação sobre bicicletários, a Transporte Ativo fez uma visita ao empreendimento nesse belo domingo de sol.

A interferência no trânsito já se mostrou nociva. Na segunda-feira, véspera da festa da inauguração, o grande fluxo de caminhões foi o responsável. Hoje, com o centro comercial aberto aos consumidores, veículos de entrega e um maior trânsito de carros particulares ao redor foram os responsáveis pelo transtorno. Todas as ruas de acesso ao shopping e as do entorno apresentavam retenções. Em breve fotos dos impactos viários.

Agulha entre o Jardim de Alah e a Lagoa.
Como ficará quando estiver pronto? E as bicicletas?

Futuras instalações do bicicletário.
Como será quando estiver pronto?

Nas 3 fotos abaixo fomos informados que será a área onde ficará instalado o bicicletário do shopping.

Lateral do empreendimento e saída do estacionamento.

Saída do Estacionamento e o final da fachada principal ao fundo.

Lateral do prédio, ângulo oposto.

Tags , , .Adicionar aos favoritos link permanente.

Um comentário para Novo Centro de Compras

  1. Natasha diz:

    Olá!

    Moro próximo ao Shoppig Leblon e desde o início do projeto tenho medo do caos do trânsito na área aumentar. As obras tornaram a Av. Borges de Medeiros um inferno e retiraram a calçada da já pouco segura Av Afrânio de Melo Franco. Apesar de acreditar que a violência na região vá diminuir devido aos empregos e cursos oferecidos aos moradores da comunidade da Cruzada, tenho medo de como ficará o trânsito na região após o shopping estar completamente inaugurado (segundo minha mãe várias lojas e restaurantes ainda estão fechados -- eu detesto shoppings e ainda não fui conhecê-lo).

    Sds.

Deixe uma resposta