Transporte Público

Foto do Autor – Bogotá

Uma cidade ideal é aquela que consegue dar a melhor qualidade de vida para todos os seus habitantes. Essa cidade ainda não existe. Mas nela, a população usa como veículo particular a bicicleta em curtas distâncias. O transporte público serve para distâncias maiores e ambos estão perfeitamente integrados.

A visão primordial dos governantes da cidade ideal não é só deslocar veículos no menor tempo possível, mas fazer com que as pessoas se movam e tenham destinos agradáveis também. Essa locomoção é pensada para que todos possam ter acesso ao ambiente urbano por inteiro.

Na cidade ideal, a escala humana é priorizada juntamente com os meios de transporte que se valem da propulsão humana. Além daqueles capazes de deslocar grandes “massas” de habitantes.

Na foto inicial, uma avenida de Bogotá na Colômbia. Uma ciclovia ao centro, de cada lado duas pistas para o ônibus expresso chamado de “TransMilenio”, nas outras, os demais veículos motorizados. Seria a definição de uma “via rápida” (leia mais aqui).

Abaixo o exemplo de uma via local. A ciclovia novamente em destaque.

Um pequeno vídeo com legendas em inglês ilustra claramente a importância do transporte público para o bom uso do espaço urbano.

O texto pede para que se observe o espaço ocupado pelos automóveis particulares em cinco pistas com uma média de 1,4 ocupante por veículo. Um ônibus em apenas um quinto do espaço transporta 160 passageiros. Mais que o dobro das 75 pessoas em 54 carros.

Cidades mais humanas precisam também de meios de transporte motorizado mais eficientes.

> A eficiência do transporte à propulsão humana pode ser facilmente comprovada.

Tags , , , .Adicionar aos favoritos link permanente.

8 comentários para Transporte Público

  1. Mônica Campos diz:

    Excelente colocação! A escala humana, o ser humano deve ser o objeto número um do planejador urbano em pensar a cidade. A sociedade tendo essa consciência irá reivindicar, entretanto é primordial ter homens como o Sr. Enrique Peñalosa à frente: reorientando as políticas urbanas como fez em Bogotá. Para as instituições governamentais mudar o eixo do planejamento das cidades tirando o foco do veículo, pro ser humano, não é apenas uma questão de consciência, é preciso ir contra as grandes empresas, ir contra o grande capital. Daí a importância de se eleger bons representantes, que tragam boas equipes de trabalho e democratizem o planejamento, abrindo pra discussão suas ações na cidade.

  2. leandro diz:

    Excelente artigo, é exatamente o que precisamos, pessoas pensantes e engajadas com qualidade de vida e meio ambiente

  3. jesse teixeira felix diz:

    Temos que fazer algo mais.

  4. Josivan diz:

    Parabéns pela materia!

  5. letícia diz:

    oi,estou fazendo uma pesquisa sobre a cidade de bogota,e um dos itens que tenho que colocar,é sobre o meio de transporte de bogota.
    gostaria que vc me ajudasse…..
    xau xau

    bjossssss :)

  6. Camila diz:

    Oi ..!

    Estou procurando sobre a seguinte matéria:A importancia dos transportes para as cidades …

    Gostaria q botasse mais coisas importantes sobre a minha matériaa ..

    Xauzinhuu ;D

    Bjaaum

  7. lays diz:

    hasuhuahsuhauhsuahs

  8. Pingback:Pedaladas a mais… — Blog da Gleisi

Deixe uma resposta