Patrulha Ciclística

Policia de Bicicleta
Foto Kalense Kid

A bicicleta é famosa pelos benefícios à saúde das cidades e de seus habitantes, mas ela também é capaz de ser um veículo para emergências. Bombeiros, policiais, guardas de trânsito ou o patrulhamento comunitário.

Ambulancia de Bicicleta
Foto Drumtoo

Os custos são muito menores além de outras vantagens. Um agente do Estado que esteja numa bicicleta está necessariamente mais disponível para o contato direto com a população civil. Certamente um excelente maneira de aumentar a tão desejada “sensação de segurança” nas cidades é a presença discreta e cotidiana de policiamento.

Um excelente texto da Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores da Bicicleta (FPCUB) ilustra:
A importância do patrulhamento em bicicleta.”

A bicicleta permite uma maior proximidade física e até emocional entre agentes e cidadãos. Estando visíveis mais vezes estão efectivamente mais perto, mas também mais disponíveis para qualquer necessidade, criando maior sensação de segurança entre os cidadãos. Esta sensação real de segurança trará por si só outras vantagens: cidadãos mais descansados para prosseguírem as suas tarefas quotidianas e impacto na exclusão das intenções de eventuais prevaricadores.

Um benefício indireto portanto do patrulhamento ciclístico é encorajar que mais pessoas saiam as ruas, a pé ou de bicicleta, condição necessária para a efetiva segurança de uma área. Afinal, locais desertos são justamente os mais propícios para a ação de criminosos e “prevaricadores” em geral, como definem os portugueses.

  • Mais:
  • > International Police Mountain Bike Association

    Quadriciclo a Pedal - Bombeiros
    Foto wiccked
    “Caminhão” dos bombeiros movido a pedal. Veículo do início do século XX.

    Tags , .Adicionar aos favoritos link permanente.

    3 comentários para Patrulha Ciclística

    1. leandro diz:

      Felizmente a guarda municipal de Curitiba está a pedal ja faz tem algum tempo. Infelizmente, esta situação encontra-se apenas nos parques da cidades, o que acaba novamente associando a bicicleta apenas a situações de lazer e não de transporte.

    2. Eduardo diz:

      A Brigada Militar de Porto Alegre também usa, mas na semana passada saiu uma nota no Jornal Zero Hora relatando o caso de um cidadão que chamou a polícia por conta de um assalto ou algo parecido e quase uma hora depois chegaram dois policiais a pé. Explicaram que o posto policial não tem carro, apenas duas bicicletas e que tiveram que ir a pé por causa da chuva… Lamentável…

    3. Marcello D.Vechia diz:

      Na cidade de Joinville existe um grupamento da Polícia Militar trabalhando com bicicletas. São chamados de “Bike Patrulha”. A iniciativa foi do capitão Waldo, oficial e biker. Ele desenvolveu uma nonografia de pós-graduação a respeito do tema. Já se vão quatro anos de trabalho. A experiência deu tão certo que os principais bairros da cidade contam com os policiais-bikers, sendo comum no centro encontrarmos duplas em serviço de patrulhamento ostensivo. Não tenho certeza, mas acredito que são por perto de 30 policiais que desenvolvem o serviço. Seguindo o exemplo da PM, o corpo de agentes de trânsito da cidade também vai implantar o uso de bicicletas para a fiscalização de trânsito.

    Deixe uma resposta