Pelados na Paulista

Maquina Perfeita

  • Foto – Flecha – CMI Brasil
  • A primeira edição da World Naked Bike Ride em São Paulo foi o que poderia se esperar, uma celebração controversa da bicicleta e da mobilidade sustentável. Durante a concentração, mais curiosos do que ciclistas, presença massiva da mídia e policiais a pé, de moto e felizmente muitos homens fardados em bicicletas também.

    O passeio nem mesmo começou e já estava claro que o objetivo de chamar a atenção tinha sido alcançado com louvor. Mas somente quando os ciclistas se descolaram dos fotógrafos e curiosos foi possível constatar que as bicicletas estavam lá para ganhar as ruas em massa.

    Aos poucos, pedalando com pouca roupa alguns foram tomando coragem de seguir o exemplo de Renata Falzoni e tirar todas as vestimentas. Durante a festa, um dos ciclistas foi preso pela Polícia Militar e acabou sendo o “mártir nu” da pedalada, já que todos os outros sem roupa não chegaram a ser perturbados. Os ciclistas seguiram para a Delegacia para “defender uns dos seus”. Os gritos de “Ô Delegado, libera o Pelado” ecoaram pela Rua Estados Unidos, no chique bairro dos Jardins. Confirmado que André Pasqualini seria liberado após os devidos procedimentos, a pedalada (já vestida) seguiu de volta para a Praça do Ciclista, onde tudo sempre acaba em festa e confraternização.

    Como todo evento com grande cobertura da mídia e que envolva prisão uma enorme disparidade de versões foi lançada. Mas certamente só quem estava lá, vivenciando a avenida Paulista tomada de bicicletas pôde ter uma impressão verdadeira do que aconteceu: uma festa humanizadora na mais famosa artéria motorizada de São Paulo.

    O saldo final é que o movimento sem líderes da Bicicletada segue sendo um mistério a ser decifrado pela sociedade paulistana. Mas tem tido enorme sucesso em chamar a atenção para a importância de se olhar para a bicicleta em São Paulo.

    Mais:
    Tudo sobre a World Naked Bike Ride São Paulo no nakedwiki.org

    Tags , , , .Adicionar aos favoritos link permanente.

    Um comentário para Pelados na Paulista

    1. Pingback:A moda agora é, é se manifestar pelado! « Outra Política

    Deixe uma resposta