Rio 2016 – Impulso para os Transportes

Triatleta durante o Pan Americano Rio 2007
Foto: Roney, via Flickr.

As Olímpiadas deixaram de ser um sonho são agora um marco para o futuro do Rio de Janeiro e também do Brasil. As ambições vão além de um evento esportivo, trata-se de um projeto nacional e de cidade. Consolidar a importância carioca e brasileira no cenário internacional. Além é claro de promover os esportes olímpicos para a América do Sul como um todo.

Um grande evento ensina de uma maneira única. Os atletas, organizadores e a imprensa que precisam se deslocar durante o período de provas, novos prédios, estádios e é claro as milhares de pessoas que irão assistir as competições. As lições e os erros do Pan-2007 estão frescos e precisam ser corrigidos a tempo, afinal são menos de 7 anos até a cerimônia de abertura. As pretensões do país e da cidade no âmbito global serão postas a prova entre os dias 5 e 21 de agosto de 2016. No entanto no dia 18 de setembro, com o encerramento das para-olimpiadas, a cidade apagará alguns holofotes e seguirá sua história pós-olímpica.

Irá nascer uma nova cidade, construída majoritariamente na Barra da Tijuca e o Rio de Janeiro que sonhou ser olímpico terá de construir um sistema de transportes para além dos Jogos. Corredores de ônibus em faixas exclusivas, os famosos BRT, já estão a caminho e com a promessa de que tudo seja integrado a infraestrutura para as bicicletas.

Mais da metade dos atletas terá de se deslocar por uma distância menor do que 5 quilômetros, em um raio com centro na Vila Olímpica, assim também é em nossas cidades. A maioria das viagens são curtas e facilmente pedaláveis.

No horizonte do Rio 2016, pairam excelentes legados. A cidade terá muito a ganhar com a inserção de transporte público rápido e de qualidade para as grandes distâncias e das bicicletas nas viagens mais curtas. Uma política que tem sido feita cada vez mais no Rio de Janeiro e que certamente será expandida durante os preparativos olímpicos.

Tags , , , .Adicionar aos favoritos link permanente.

Deixe uma resposta