Superpoderes Ciclísticos: Sensualidade

Pedalada Sexy

A publicidade é capaz de convencer as pessoas a sonharem com o que não podem ter ou desejarem o que não precisam. As boas campanhas podem incentivar comportamentos positivos, mas nenhuma quantia em dinheiro pode ser capaz de convencer as pessoas a mudarem seu comportamento por muito tempo. Não bastam imagens, textos criativos e um mundo publicitário mágico se a realidade não for condizente.

Pedalar precisa ser “sexy” e isso a publicidade pode fazer. A bicicleta tem de ser aceita socialmente e campanhas informativas podem ajudar. Mas todo e qualquer esforço só faz sentido quando mais ciclistas ganham as ruas. E uma cidade que coloca as pessoas em primeiro lugar é certamente um lugar mais “sexy”.

Afinal, nada mais sensual do que uma bicicleta que desliza macia com uma pessoal bonita em cima. As duas rodas que equilibram-se graças ao movimento constante e que traz sempre consigo a brisa que levanta cabelos e abre sorrisos.

A beleza está sempre nos olhos de quem a vê e a bicicleta certamente é uma boa ferramenta para abrir os olhos para a sensualidade das pessoas e das cidades.

Relacionados:
Bonita, saudável, sexy
Bicicletas são sensuais
– Todos da categoria Superpoderes Ciclísticos

Mais:
What if we marketed cycling like we market cars?
Sexy Cycling NYC?

Tags , , , , , .Adicionar aos favoritos link permanente.

4 comentários para Superpoderes Ciclísticos: Sensualidade

  1. Cristiano diz:

    A foto ficou linda, mas pelo que parece a ciclista esta na contra-mão.

  2. Cristiano,

    Olhos atentos, mas ela está na mão certa, da ciclovia. ;)

    A foto foi tirada bem perto desse lugar aqui:
    http://blog.ta.org.br/2009/12/15/compromissos-internacionais/

    Só que de outro angulo.

    abs

  3. Juliano diz:

    olha que a moça tem aliança…

  4. Camila Oliveira diz:

    Belíssima foto! Traduzindo um pouco dela em palavras, o post também é muito legal, como tudo por aqui!
    Não consigo acompanhar em tempo real os posts, mas sempre tiro uma noite pra ler tudo de uma vez e me deixar levar pelos devaneios ciclísticos, rs..

    Um beijo!

Deixe uma resposta