Criando cidades para as pessoas: Gehl Architects no Brasil

http://i0.wp.com/www.ta.org.br/blog/gehl.jpg?w=800

Como fazer que as cidades sejam prazerosas para caminhar, andar de bicicleta, e ficar nas praças? Em junho, dois arquitetos do escritório dinamarquês Gehl Architects debateram estes temas num workshop com autoridades da Prefeitura do Rio de Janeiro.

Hoje, 36 % das viagens em Copenhague, onde se encontra a sede de Gehl Architects, são feitas em bicicleta. Muitas pessoas assumem que este tipo de cidade sempre foi assim. Mas nos anos sessenta, Copenhague também foi uma cidade invadida pelos automóveis, explicaram os arquitetos Jeff Risom e David Sim. Mas aos poucos e continuamente ao longo de 5 décadas, a rede cicloviaria e as áreas de pedestres foram sendo expandidas, e em 2008 a revista britânica “Monocle” escolheu Copenhague como a cidade com melhor qualidade de vida do mundo.

Hoje Gehl Architects presta assesoria em diversas cidades do mundo, incluindo Melbourne, Austrália, e Nova York, onde o estudo das ruas das cidade desdobrou na criação de varias áreas de pedestres e ciclistas, incluindo a Times Square.

Em 2007, Gehl Architects entregou um estudo para o Anhangabaú em São Paulo, e em 2009 e 2010 fez duas consultorias no Rio de Janeiro. Tomara que possam ajudar a “Copenhaguenizar” às cidades brasileiras.

Vídeos:
Monocle escolhe Copenhague como a cidade com melhor qualidade de vida do mundo.

Entrevista com o fundador de Gehl Architects, Jan Gehl.

Tags .Adicionar aos favoritos link permanente.

Deixe uma resposta