Bicicleta entrega o que promete: Liberdade

Fim do dia em Sertãozinho

Nos tempos de mudanças velozes em que vivemos, a bicicleta é o único veículo que cumpre tudo aquilo que promete. A velocidade que vale mais é a média, nada de grandes arrancadas entre cada semáforo ou no intervalo dos congestionamentos. O ciclistas urbano é o único capaz de ir e vir constante e livre.

Chega setembro e mais uma vez desafios intermodais são promovidos Brasil afora. O Rio de Janeiro teve sua quinta edição, Curitiba a quarta (Resultado do IV Desafio Intermodal de Curitiba). A conclusão é sempre uma só, a bicicleta cumpre tudo aquilo que promete.

Para além dos desafios, é no dia a dia que o ciclista comprova os melhores resultados obtidos pelo melhor veículo de transporte jamais inventado. Eficiência, alegria, prazer, liberdade, etc. Mas podemos focar apenas na noção de liberdade.

Mesmo em um mundo sem fronteiras a maioria absoluta dos habitantes das cidades restringe sua vida a uma distância perfeita para ser percorrida de bicicleta, os famosos “até 7 km”. Ainda assim, os desafios intermodais comprovam a eficiência da bicicleta para além da distância ideal. No Rio de Janeiro, por exemplo, foram aproxidamente 15 km.

Essa liberdade cotidiana só a bicicleta é capaz de cumprir. Por ser individual é capaz de realizar trajetos de acordo com a escolha do usuário. Por ser pequena, permite transitar livremente mesmo durante congestionamentos motorizados.

Promover o uso da bicicleta é entregar à população um anseio ancestral por percorrer distâncias. Mas a liberdade da bicicleta é derivada do caminhar e beneficiar pedestres é necessidade paralela de uma cidade amiga da bicicleta.

Mais liberdade em bicicleta:
Símbolo de Liberdade
A Liberdade da Propulsão Humana
Vida, Liberdade e a Busca pela Felicidade
A Revolução Será Pedalada

Tags , .Adicionar aos favoritos link permanente.

Deixe uma resposta