Maneiras de encararar um problema

Airbag bicicleta

Foto: Divulgação – Hovding.se

A segurança é sempre uma preocupação constante das pessoas, mas trata-se de um conceito complexo e difícil de ser medido. Uma “sensação” não tem escala definida nem números que possam comprovar sua eficácia, é apenas uma percepção difusa que muda dependendo do contexto.

No trânsito, segurança é ainda mais complexo e muitas vezes pode-se optar em proteger o touro que circula na loja de cristais ao invés de domá-lo. Circula na internet um vídeo que é a exemplificação de como não proceder para salvar vidas e reduzir danos no trânsito.

Trata-se de mais uma maneira cara e ineficiente que profissionais de design buscam “revolucionar a bicicleta”. Os exemplos são inesgotáveis e alguns são mais divertidos, outros menos.

O revolucionário sistema de cobrir a cabeça de um ciclista com um bóia inflável é exatamente como deixar livre o touro da loja de cristais e envolver todos os produtos em metros de plástico bolha. Solucionar o problema é acessá-lo por um caminho totalmente distinto.

Dispositivos de segurança passiva em automóveis são úteis e benéficos nas pistas de corrida. Nas ruas tendem a induzir excessos dos motoristas e aumentar os danos e custos sociais do trânsito por incentivarem a imprudência.

Por hora, melhor usar o capacete bóia para flutuar depois dos saltos no lago do post anterior.

Relacionados:
Segurança dos Ocupantes
Confissões de um Atropelador
Em favor das reduções de velocidade

Tags , .Adicionar aos favoritos link permanente.

2 comentários para Maneiras de encararar um problema

  1. Carlos diz:

    Sem comentários.

  2. Juliano diz:

    minha fé é o que me protege, ela não pesa, não ocupa espaço, não corro o risco de esquecê-la em casa e não fica obsoleta, também seu custo benefício é excelente…… não foi inventada por ninguém, livre de royalties

Deixe uma resposta