VI Desafio Intermodal Carioca

Pelo sexto ano consecutivo, foi realizado o Desafio Intermodal Carioca. Como sempre surpresas, nesta edição as ruas do Rio de Janeiro estavam praticamente vazias, fluiam tranquilamente, no transporte público todos viajaram sentados e sem filas para compra de bilhetes, enquanto um vento forte soprava na direção contrária ao deslocamento dos que geravam sua própria força motriz, bicicletas, patins e pedestres.

Na chegada a carona programada, uma modalidade estreante, surpreendeu chegando em primeiro, seguido imediatamente pela integração Metrô + Bicicleta e pela moto. Mas como sempre, na hora da avalição dos outros dados, como emissão de poluentes, consumo de energia, despesas, as bicicletas novamente pularam pro topo da lista, mesmo sem terem sido considerados ocupação de espaço e emissão de ruídos.

A bicicleta mais uma vez confirma sua eficiência como meio de transporte urbano.

Confira o álbum de fotos e o relatório completo.

Tags , , , , , , , , , .Adicionar aos favoritos link permanente.

4 comentários para VI Desafio Intermodal Carioca

  1. Henrique Torres diz:

    Parabéns pelo trabalho. Tenho uma pergunta: como foi feito o estacionamento do usuário de automóvel? Na rua ou em estacionamento fechado? No primeiro caso, foi pago ou gratuito? Essa tarifa está incluída no custo de deslocamento (R$3,30 me parece muito baixo). Um abraço.

  2. Ze Lobo diz:

    R$3,30 é o valor correspondente ao consumo de combustível, foram computados, apenas os gastos de deslocamento. No Centro era um estacionamento fechado e no Leblon Rio rotativo.

  3. Maíra Dias diz:

    Oi! Queria entender o que vcs chamaram de "carona programada"…

  4. Metrô + bicicleta ganhou de novo. Li outro dia que o tão alardeado bicicletário da estação Ipanema tinha apenas 16 vagas. Muito pouco.

Deixe uma resposta