Resgate da cidadania

O Rio de Janeiro passa por um processo de resgate cidadão e da retomada da cidade por seus moradores. Nos jornais vemos a fuga dos traficantes e seu armamento pesado e a entrada da polícia e dos militares, também com armamento pesado. Mas não é só de segurança pública que o carioca precisa.

Aliás, não é só de segurança pública que nenhum cidadão precisa. Para que as cidades possam voltar a ser espaços de convivência e trocas humanas é preciso agir também na escala micro. Recolher guimba de cigarro, fazer mutirão de limpeza em espaços que ninguém cuida. Em resumo, levar ao pé da letra essa tal cidadania.

A bicicleta é o veículo cidadão por excelência, mas pedalar por si só não torna ninguém melhor. Para ser das pessoas, uma cidade precisa acima de tudo valorizar o espaço público e unir seus cidadãos. As melhorias no transporte público, na segurança dos pedestres e um trânsito mais humano virão à reboque.

Fica feito o convite aos cariocas, visitem o RioEuAmoEuCuido.com.br e participe. Aos paulistanos, vale procurar o Mapa da Participação Cidadã, e se engajar em umas das diversas iniciativas para melhorar a qualidade de vida na cidade.

E claro, caso onde você mora tenha alguma iniciativa similar, avise nos comentários para que mais pessoas conheçam.

Tags , , , , , , , , , , , , .Adicionar aos favoritos link permanente.

Um comentário para Resgate da cidadania

  1. Vai ser interessante o resultado nas urnas. Vamos ver o impacto eleitoral das políticas públicas voltadas para os cidadãos. Em Bogotá deu certo, espero que vai dar certo também no Rio. Vai mostrar para políticos de outras cidades que investir em ciclovias vale a pena do ponto de vista eleitoral. Pode interessar até políticos quem não entendem nada de sustentabilidade, dignidade para os cidadãos mais humildes, ou seja os mais numerosos…

Deixe uma resposta