Mapa cicloviário de Belo Horizonte

Mapear é mais do que traçar linhas imaginárias e pontos em papel, ou qualquer outro suporte. A arte de fazer um mapa é orientar desejos coletivos de caminhos e destinos. Em tempos de conhecimento colaborativo, as ferramentas ficam mais fáceis.

Como bem definido pelos amigos do Mountain Bike BH:

Identificar as estruturas que viabilizam o uso da bicicleta em uma cidade é uma forma de estimular o seu uso por mais pessoas, nas várias vertentes: transporte, lazer, esporte.

E foi justamente no modelo de ação da Transporte Ativo que nasceu o Mapa Cicloviário Colaborativo de Belo Horizonte. Uma iniciativa cidadã que visa localizar:

– Bicicletários (públicos, privados);
– Locais amigáveis para bicicletas (bares, shoppings, etc..);
– Empresas que possuem estrutura para seus funcionários utilizarem a bicicleta;
– Ciclovias, ciclofaixas e seu estado de conservação
– Lojas e oficinas de bicicleta (endereço, website);
– Bombas de ar (em postos de gasolina);

Além é claro de traçar as rotas cicloviárias da cidade. A iniciativa é acima de tudo uma padronização de dados, em constante evolução, para facilitar a vida de quem pedala e incentivar as pessoas a redescobrirem Belo Horizonte em duas rodas.

Só nos resta agradecer aos amigos do MTB-BH pela inicativa e encorajar a quem mais quiser fazer o seu mapa colaborativo, que pegue a receita e prepare uma cidade deliciosa para os ciclistas. Está tudo no tutorial de como construir o seu mapa cicloviário colaborativo.

Tags , , .Adicionar aos favoritos link permanente.

Deixe uma resposta