Bicicleta na política nacional

Presidenta Dilma Rousseff recebe representantes de Movimentos Urbanos. (Brasília - DF, 25/06/2013) Foto: Roberto Stuckert Filho/PR

Presidenta Dilma Rousseff recebe representantes de Movimentos Urbanos. (Brasília – DF, 25/06/2013)
Foto: Roberto Stuckert Filho/PR

Nesta hora em que todo mundo apresenta pautas de reivindicações – mas poucos apresentam soluções – como poderíamos ajudar na construção de um futuro melhor para as bicicletas no país?

Está mais do que claro que a maior parte das soluções é local. São os governos das cidades que precisam adotar políticas públicas adequadas, cotidianas, pois, afinal, são eles que atuam diretamente na realidade, a micropolítica.

Aos governos estaduais e federal caberiam políticas mais amplas, macropolíticas, criar condições econômicas, políticas, técnicas e gerenciais que permitam ou possibilitem às prefeituras adotarem as medidas práticas necessárias.

Assim, sete boas sugestões para a presidente seriam:

  • desonerar o custo da cadeia produtiva da bicicleta;
  • desonerar a importação;
  • incentivar o cicloturismo – por meio de programas específicos e aprovando a lei que permite o transporte de bicicletas em ônibus (que está arquivada);
  • inserir a mobilidade urbana como matéria obrigatória, ainda que transversal, no currículum do ensino fundamental e médio;
  • fortalecer a Secretaria de Mobilidade Urbana do Ministério da Cidade;
  • Colocar o Programa Bicicleta Brasil como item básico do subeixo Mobilidade Urbana, integrante do eixo Cidade Melhor (a construção de ciclovias e outras estruturas, a oferta de cursos de aperfeiçoamento, etc, tudo pode incentivar economia locais que, no somatório de todo território nacional, teriam significado expressivo para a acelaração do crescimento, mas em bases sustentáveis);
  • colocar no CONTRAN um representante dos pedestres/usuários de ônibus e um representante dos ciclistas.

Leia mais: Dilma recebe movimentos sociais urbanos em reação às manifestações – Folha de S. Paulo

Tags , , , .Adicionar aos favoritos link permanente.

11 comentários para Bicicleta na política nacional

  1. Como fazer chegar as sugestões acima colocada?

    Uma forma seria a criação de uma petição e enviar para o e-mail a presidência, acompanho sempre a do Avaaz e o do Greenpeace e vejo alguns resultados….

  2. zelobo diz:

    Oi Junior,

    Já chegou!
    Estavamos presentes à reunião.
    Abs

  3. mario diz:

    Parabéns Zé Lobo, espero que desta vez sejamos ouvidos e possamos disseminar a cultura em torno da bicicleta como um modal viável em todas as cidades.

  4. Denir Mendes diz:

    Leia nota oficial do Palácio do Planalto:
    http://blog.planalto.gov.br/presidenta-dilma-se-reune-com-representantes-de-movimentos-sociais-urbanos/trackback/

    e perceba que a reunião está sendo colocada como uma abertura. A intenção do governo é que esta discussão se dê nos Estados e prefeituras. Então, fique de olho por aí, participe, cobre do seu prefeito uma agenda propositiva e lembre-se: a realidade muda na ação do cotidiano.

  5. Roberto diz:

    Tenho uma proposta que diz respeito a legislação urbanística. Seria exigir a criação de bicicletários em todos os novos predios a serem construídos, no mínimo 01 vagas por apartamento, (depende do nº de quartos) , parece pouco mas tem muita gente hoje passando por este problemas, tendo que levar a bicicleta para o apartamento, ai acaba usando menos pelo trabalho de descer com a bike.

  6. Thiago diz:

    Parabéns pela presença e pela impecável pauta levada à reunião! Uma vitória tremenda a inclusão da mobilidade por bicicletas nestas discussões. E seguimos construindo, a cada dia, cidades com mais pessoas em bicicletas!

  7. Netscape diz:

    Muito bom.
    Poderia acrescentar algo para tentar incluir nos órgãos de infraestrutura viária (DNIT) a consideração pela bicicleta em toda obra do gênero.
    Afinal de contas, a bicicleta transita nas vias e esses órgão só se preocupam com

  8. Parece que a PL 6824/2010 não vai ser votada agora até porque não existe pressão popuçlar para o tal.Confirmada a noticia?

  9. Valdson Silva Cleto diz:

    Eu queria saber por que a medida mais urgente e importante não foi solicitada à Presidenta: a legitimação da presença da bicicleta nas ruas como meio de transporte (como bem mencionou acima o Abrao em seu primeiro item) através de uma forte campanha educativa nacional!

    Se não a única, essa deveria ser pelo menos a exigência mais importante a ser feita no atual momento!

    Discordo que a maior parte das soluções sejam locais! A maior parte da solução é nacional! O problema da desinformação dos motoristas e da falta de legitimação da presença das bicicletas nas ruas é nacional! É nacional o código de trânsito que estabelece as regras para a proteção da vida do ciclista, regras que são desconhecidas pela maioria da população, desconhecidas inclusive por agentes de órgãos de trânsito, motoristas profissionais de transporte público, instrutores de auto-escola, etc!

    Todos os problemas dos ciclistas nas ruas de todas as cidades do Brasil começam por aí! Não consigo entender por que motivo na primeira vez que uma organização representando os ciclistas é recebida pela Presidenta essa reivindicação não foi feita, e com muita ênfase! Tem algum motivo que eu desconheço?

  10. Pingback:Dilma recebe representantes da bicicleta

Deixe uma resposta