A evolução do mapeamento cicloviário

Representar a cidade para a bicicleta é sempre o desafio e os dados sobre infraestrutura cicloviária no Rio de Janeiro já estiveram perdidos em diversas fontes. Era difícil conhecer um pouco da história das ciclovias e seus trajetos.

Para suprir essa necessidade, criamos (em 2006) um banco de dados em nosso site com o mapa e um resumo sobre cada uma das ciclovias cariocas. A iniciativa cumpriu seu papel e ganhou algumas atualizações ao longo dos anos.

Até que veio o mapa cicloviário unificado do Rio de Janeiro e a partir dele um outro caminho se desenhou para mapear os espaços da bicicleta na cidade. Era preciso ir além da delimitação de uma cartografia, tornou-se necessário um diálogo entre os ciclistas e o espaço urbano para ir além da infraestrutura existente e influenciar na construção de uma cidade amiga da bicicleta.

Como mostra o vídeo acima, o Itinere é parte desse diálogo, uma iniciativa que visa ajudar “ciclistas urbanos a identificarem pontos seguros e problemas na sua cidade.”

Os idealizadores do aplicativo colaborativo estão com o projeto em crowdfunding para que os ciclistas do Brasil inteiro possam ajudar a viabilizar a iniciativa e seguir com o diálogo urbanístico que visa nada menos que modificar as nossas cidades de maneira afetiva e efetiva.

A receita está pronta e qualquer um pode criar o mapa cicloviário da sua cidade.

Mapas baseados no da Transporte Ativo:

Mapa cicloviário de São Francisco do Sul

Mapa Cicloviário de Belo Horizonte

Mapa Cicloviário do Rio de Janeiro

Niterói a caminho

Outros mapas cicloviários legais:

– Bikeit (avaliação dos lugares com bicicletário em São Paulo)

Bikepoints Ciclomídia (estabelecimentos comerciais com bicicletários em São Paulo)

Sistema Cicloviário do Recife

– Mapa Cicloviário de Sorocaba (em googleMaps)

Conhece algum outro, mande nos comentários!

Apps:

Rio de Bicicleta, para dispositivos Android

Mapa Cicloviário do Rio de Janeiro para dispositivos iOS

Itinere

Conheça a evolução do Mapa Cicloviário da Transporte Ativo:

– Fase 1

– Fase 2

– Fase 3

– Fase 4

– Fase 5

 

Tags , , , .Adicionar aos favoritos link permanente.

Um comentário para A evolução do mapeamento cicloviário

  1. Pingback:Designoteca » Mapa Cicloviário DIY – Como fazer o desenho urbano ser mais favorável para as bicicletas

Deixe uma resposta