Cidades para o aprendizado

crianca-amarelinha-ruas

Um fato triste aconteceu com as crianças nas cidades, foram atropeladas para longe das ruas (literalmente). O maior espaço público disponível para brincadeiras tornou-se terra sem vida, local de trânsito motorizado e nada mais.

Consequências negativas inúmeras. Mas a mais grave delas talvez ainda não esteja claramente entendida. A expulsão das crianças das ruas acabou com o maior espaço de aprendizado que elas tinham por perto. E basta observar os pequenos para saber que é pela brincadeira que a humanidade aprende as habilidades fundamentais para sua própria sobrevivência. Assim como todas as demais espécies de mamíferos (primatas ou não).

Ainda assim, entregamos as crianças em espaços de aprendizado formal todos os dias durante a maior parte do dia. Lá elas aprendem como devem fazer para tirarem boas notas e os resultados podem ser bons números no papel e resultados aquém do ideal na vida.

É através da brincadeira que as crianças são capazes de, sozinhas, aprenderem as habilidades fundamentais para sua vida.Quem brinca pratica a criatividade, algo tão necessário no mundo hoje.

Para as soluções do futuro é preciso fazer novas perguntas em busca de respostas para os novos problemas. Há frente estarão sempre presentes os obstáculos e por meio do brincar podemos ter a certeza que as crianças saberão enfrentar o que aparecer antes que formem barreiras.

pai-bicicleta-criancas

O futuro será pedalado. É com a bicicleta que aprendemos a conquistar nossos medos em busca do equilíbrio, aprendemos a desafiar o que está por vir e descobrimos o mundo de maneira divertida. Uma habilidade que aprendemos brincando e que ao praticar cotidianamente seremos capaz de modificar para sempre nossas cidades.

Adicionar o link permanente.

Deixe uma resposta