As novas ciclovias cariocas para 2015-16

Fonte: GT Ciclovia

Fonte: GT Ciclovia

A administração municipal disponibilizou dados sobre as ciclovias que estão sendo construídas e projetadas para o Rio de Janeiro nos dois próximos anos. Confira aqui: Sistema Cicloviário: Obras em andamento e projetos.

Serão no total mais 230km, 43,6km já em construção, com ligações fundamentais entre regiões da cidade, bem como infraestruturas alimentadoras de grandes eixos de transporte e integradoras de bairros. Destaque óbvio para os 29,8 km da ciclorrotas do Centro, um anteprojeto realizado em parceria da Transporte Ativo com o ITDP e Studio-X e agora à cargo da SMAC (Secretaria Municipal do Meio Ambiente).

Já estão em obras a, talvez, mais bela pista para bicicletas do mundo, a ciclovia da Avenida Niemeyer (3,72 km), que ligará as praias do Leblon e São Conrado e que será complementada através da ligação cicloviária do Elevado do Joá (5 km). A conclusão dessas duas obras permitirá pedaladas livres por quase toda a extensão do litoral carioca. Será possível ir do Centro ao Pontal, na maior tranquilidade, somente por ciclovias. Um trajeto que vai precisar da discografia completa do Tim Maia para ser apreciado em mais de 50 km de pedaladas.

Seguiremos acompanhando de perto, por cada vez mais pessoas em mais bicicletas mais vezes pra pedalar sorrindo, pedalar cantando.

Tags , , , , .Adicionar aos favoritos link permanente.

3 comentários para As novas ciclovias cariocas para 2015-16

  1. Em 2017, usando um barquinho no canal do Caju, vamos pedalar da Ilha até o Pontal do Recreio, por ciclovias em 80% da viagem. Uns 80k. Q Deus me dê vitalidade para chegar em 2017 ! porque chegar no pontal, pedalando da Ilha, será mágico !

  2. Ótima notícia!
    Sugiro como trilha sonora para esse trajeto maravilhoso a música AGORA SÓ VOU SAIR DE BICICLETA do cantor, compositor e artista plástico carioca e adepto da bicicleta VALMON.
    https://soundcloud.com/valmonmusic/4-agora-s-vou-sair-de-1

  3. Douglas diz:

    Apesar do receio quanto à qualidade das ciclovias, ciclofaixas e faixas compartilhadas, sobretudo estas últimas, é uma excelente notícia. Faço eventualmente de bicicleta o trajeto Cid. Universitária Fiocruz rodoviária Novo Rio, essencialmente pela Av. Brasil, e espero que estas novas vias possam tornar os deslocamentos mais confortáveis.

    Torço para que a Transporte Ativo possa acompanhar o projeto e execução desses novos espaços, visando garantir que as obras atendam à segurança, bem-estar e agilidade dos ciclistas (e pedestres).

Deixe uma resposta