Medellín e as bicicletas

Medellin8

O desafio das cidades é global, mas o capítulo latino americano é certamente um caso a parte. As grandes metrópoles ao sul dos Estados Unidos enfrentam problemas similares, bem como soluções.

A convite da prefeitura de Medellín, a Transporte Ativo participou da Semana da Mobilidade Humana e Sustentável na cidade. Foram quatro dias de evento nos quais pudemos apresentar muito do que fizemos e fazemos, além de realizar oficinas de planejamento cicloviário participativo e uma pequena amostra de contagem de ciclistas.

Capital da província de Antióquia, Medellín está no vale do rio que dá nome a cidade e a cerca de 1.500 metros de altura em relação ao nível do mar. Ao redor do planalto central, no entanto, muitas montanhas que chegam aos 2.500 metros.

As estradas que dão acesso à cidade são o paraíso dos ciclistas escaladores. Com ganhos de elevação dessa ordem de magnitude, pedalar pelos Andes colombianos é garantia de ganho na performance. Tanto que o talento nacional nas provas de ciclismo renderam o apelido de “Escarbajos” (escaravelhos ou besouros) aos atletas do país e é também assim que se definem os “speedeiros” por lá.

Medellin7

Mas nem só de performance se faz a cultura ciclística. Bicicletas simples usadas por trabalhadores, uma malha cicloviária pequena  de qualidade, um sistema de bicicletas públicas, hipsters, dobráveis, elétricas.

Medellín tem muitos dos desafios e soluções que se espalham pelo mundo. Em relação à malha cicloviária, o desafio, para além da necessária expansão da rede, está nos cruzamentos. A quantidade de pistas velozes no coração da cidade implicam em cruzamentos e desvios que desfavorecem quem pedala. São tempos de espera longos e caminhos menos diretos.

Medellin5

A Transporte Ativo em Medellín

Justamente por estarem cientes das necessidades da cidade, a prefeitura de Medellín convidou a Transporte Ativo para sensibilizar técnicos e também ensinar técnicas de colaboração entre a sociedade civil e o poder público.

Mas, como é também comum ao redor do mundo, a dificuldade está em trazer para a discussão quem está distante do debate. No geral, a participação da administração local esteve centrada nos técnicos da gerência de mobilidade humana, todos já devidamente sensibilizados.

medellin

Nossa presença no entanto foi um ganho na interação entre poder público e sociedade civil. Pudemos espalhar nossa paixão  por levantamento de dados que ajudam a melhorar a cidade em prol de quem pedala. As contagens de ciclistas e o planejamento cicloviário participativo (a tecnologia social do projeto Ciclo Rotas Centro) deram a tônica de como promover a bicicleta de maneira positiva e propositiva.

Medellin9

Por fim, aproveitamos para apresentar também o perfil do Ciclista 2017, que está sendo realizado em Medellín, além de 28 cidades no Brasil e outras 26 cidades de 9 países da América Latina. Um esforço pan-americano na promoção ao uso da bicicleta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *