2018 vem aí!

2017 foi um ano diferente, com muitas coisas inesperadas, de todos os tipos, boas e ruins, mas com saldo positivo. Atravessamos o ano mais uma vez Promovendo a Mobilidade por Bicicletas através da realização de diversas atividades em diferentes países e em muitas cidades brasileiras. A pesquisa Perfil do Ciclista 2017 concretizou parcerias que se espalharam pela América Latina. Dentre as atividades muitas foram palestras, em cursos de Mestrado, para o poder público, empresas, escolas, eventos e conferências, algumas em bicicletários, outras em oficinas, lugares inusitados estiveram sempre presentes em 2017.

18b

Agora vem aí 2018, repleto de desafios e com boas promessas ciclísticas. Para o Rio de Janeiro, a realização da Conferencia Velo-city 2018, maior conferencia mundial sobre mobilidade por bicicletas e do brasileiríssimo Bicicultura, encontro nacional de mobilidade por bicicleta que reúne promotores e ativistas da bicicleta de todo o país, prometem sacudir a cidade com bicicletas por todos os lados, nas ruas e nas cabeças. Serão mais 365 dias de desafios constantes onde buscaremos à cada um deles superar as dificuldades e mostrar o quanto a bicicleta pode ser importante para as mudanças tão necessárias nos dias atuais, para melhoria no cotidiano das cidades e dos seres humanos no planeta terra! Que todos pedalem mais bicicletas, mais vezes, com mais segurança, prazer e felicidade! Seja Bem Vindo 2018!

18e

TA na América Latina

Após nossa participação na oficina sobre Sistemas de Bicicletas Públicas em Rosario, na Argentina, e na “Semana de Movilidad Humana Y Sostenible” em Medellín, tivemos a oportunidade de participar, desta vez como assistentes, do “Seminario de Formación en Seguridad Vial” organizado por Área Metropolitana Valle de Aburrá (AMVA) e também do “Primer Foro Latinoamericano de Peatones” organizado por FundaPeaton y Consejo Municipal del Voluntariado Medellín, ainda na cidade de Medellín.

La picacha

Além disso, fomos convidados, pela AMVA, a colaborar no processo de socialização (intervenção urbana e diálogo com moradores e transeuntes) do projeto denominado “Corredor Verde de La Picacha” onde contribuimos (e aprendemos) no processo de construção de métricas qualitativas para avaliar o impacto do projeto após sua implementação. Aproveitamos também para conhecer Bello, uma das cidades da região metropolitana de Medellín, que também faz parte da Pesquisa Perfil Ciclista 2017, durante uma intervenção realizada pelo coletivo Bellocicleta.

bello

Bello, Antioquia

Para completar nossa jornada em terras colombianas viajamos, a convite do coletivo Más Urbano, até Popayán (capital do departamento de Cauca) cidade que conta com um percentual de 6% de viagens realizadas em bicicleta. Mais uma cidade participante da Pesquisa Perfil Ciclista 2017 onde nos reunimos com os coordenadores locais da pesquisa, Personaje Ciclista e Centro de Estudios Urbanos – Instituición Universitaria Colégio Mayor del Cauca, para conversar sobre nossas experiências e percepções.

popa

Ainda participamos de uma conversa com estudantes de arquitetura com o objetivo de socializar um pouco sobre nosso trabalho e forma de atuação para construção de melhores cidades a partir de iniciativas cidadãs e participativas.

popa2

Foram dias intensos recheados de muito aprendizado e trocas com os mais diversos atores. Que venham muito mais oportunidades de intercambio de conhecimento e práticas com nossos vizinhos latino-americanos!

Conhecendo o Ciclista Latino Americano

popayan3

Popayán – Colombia

A pesquisa Perfil do Ciclista, realizada em 10 cidades brasileiras em 2015, agora está sendo realizada em 28 cidades no Brasil e outras 27 cidades de 9 países da América Latina. A seguir, fotos de entrevistas sendo realizadas em algumas destas cidades.

Alta_AR

Salta – Argentina

Villavicencio_CO

Villavicencio – Colombia

Santa_Fe_Ar

Santa Fé – Argentina

Manaus _ Brasil

Manaus _ Brasil

Aracaju - Brasil

Aracaju – Brasil

Recife - Brasil

Recife – Brasil

Belém - Brasil

Belém – Brasil

Diversos treinamentos foram realizados online e localmente para alinhar as equipes que estão nas ruas aplicando as entrevistas.

Aracaju - Brasil Popayan - Colombia

Treinamentos para aplicação da Pesqusia em Curitiba – Brasil  e  Popayán – Colombia

Hangout América Latina

Hangout América Latina

Diversas cidades divulgaram as atividades em busca de voluntários, que nas ruas abordam, em dias úteis, pessoas que estajam pedalando, empurrando ou estacionando a bicicleta.

Divulgação e chamada para voluntários em Valencia - Venezuela; Rosaro - Argentina e Antioquia Colombia

Convocação e divulgação em Valencia – Venezuela; Rosário – Argentina e Bello – Colombia

Tudo para que possamos conhecer melhor os ciclistas brasileiros e latino americanos, o que os motiva a iniciar e a continuar pedalando pelas cidades, para que assim seja possível se realizar campanhas de conscientização e promoção do uso de bicicletas nas cidades, indo direto aos pontos de maior destaque.

Santa_fe

A Sociedade Civil e os Sistemas de Bicicletas Públicas

Gerar e compartilhar conhecimento para criar capacidade técnica para intervir na promoção da mobilidade por bicicletas é um dos compromissos da TA.

IMG_20171002_161814173

Acompanhamos a implementação do sistema de bicicletas públicas da cidade do Rio de Janeiro desde seus primeiros passos, de lá para cá o sistema passou por modificações que incluem reestruturação e expansão do sistema, “Samba” que virou “Bike Rio”, com isso muitos aprendizados foram acumulados.

Em outubro participamos, a convite da Ente de la Movilidad de Rosario, de uma oficina sobre Sistemas de Bicicletas Públicas realizada durante durante a 15a Assembleia América Latina da UITP em Rosário, na Argentina. A oficina contou com uma manhã totalmente dedicada ao caso carioca “La sociedade civil em los Sistemas de Bicicletas Públicas y la cultura ciclista de las ciudade” (liderada por Gabriela Binatti da TA e Natalia Cerri Oliveira do Banco Itaú) em que a sociedade civil, em constante qualificação, tem sido ator fundamental na divulgação e fortalecimento deste tipo de política pública.

IMG-20171006-WA0007

O público presente foi diverso, com a participação da sociedade civil organizada de várias cidades da Argentina além da academia, operadores, vendedores de tecnologia e estudiosos do tema. Foi um momento importante onde além de compartilhamos a experiência carioca, e brasileira, tivemos a oportunidade de exercitar conjuntamente sobre nossos papéis e possíveis estratégias de fortalecimento deste tipo de política.

IMG_20171006_112516230

Espaços dedicados exclusivamente a discutir sobre Sistemas de Bicicletas Compartilhadas/Públicas tem acontecido pela América Latina (Medellín, Cidade do México e Rosário) e a cidade do Rio será a próxima a receber esse tipo de encontro. Em junho de 2018 seremos os anfitriões de mais um evento Latino-americano sobre Sistemas de Bicicletas Públicas e Compartilhadas. Reserve a data!

Ciclo Rotas, tecnologia social em favor da bicicleta

Ciclo-Rotas-Mapa_header

Inovação em favor da bicicleta o projeto “Ciclo Rotas – Metodologia cidadã de planejamento cicloviário” passa a ser uma tecnologia social certificada pela Fundação Banco do Brasil.

O “Ciclo Rotas – Metodologia cidadã de planejamento cicloviário” nasceu da necessidade de criar um mecanismo de participação pública capaz de ajudar o poder público a construir mais infraestrutura para bicicleta e ao mesmo tempo estabelecer as bases para a interlocução e futuras parcerias entre a administração municipal e a sociedade civil.

Trata-se da união de diversos grupos de interesse, moradores, ciclistas, população flutuante e demais pessoas interessadas para a produção de um projeto pronto de melhoria viária voltada a circulação de bicicletas. Através da tecnologia social utilizada na elaboração das Ciclo Rotas é possível (re)pensar todo uma área da cidade em acordo com as diferentes necessidades de circulação e apresentar um resultado pronto para ser executado pelo poder público, seja diretamente ou em parceria com a iniciativa privada.

VV3

Com a certificação, a tecnologia passa a compor o Banco de Tecnologia Social (BTS) da Fundação BB, que agora conta com 995 iniciativas aptas para reaplicação. O BTS é uma base de dados online, que reúne metodologias reconhecidas por promoverem a resolução de problemas comuns às diversas comunidades brasileiras. Neste banco, todas as tecnologias sociais podem ser consultadas por tema, entidade executora, público-alvo, região, UF, dentre outros parâmetros de pesquisa. Para consultar o banco basta acessar o endereço eletrônico: tecnologiasocial.fbb.org.br. Também é possível consultar este banco de dados por meio do aplicativo de celular “Banco de Tecnologias Sociais”, disponível para aparelhos Android e IOS.

Esta edição tem a cooperação da Unesco no Brasil e o apoio do Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF), do Banco Mundial, da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) e do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud).

Saiba mais:
Mais sobre o Ciclo Rotas Centro.
Mais informações sobre a certificação no site da Fundação Banco do Brasil.