Sobre Bicicletas Públicas Cariocas

[photopress:DB2.jpg,resized,pp_image]

Em recente entrevista sobre as bicicletas públicas no Rio de Janeiro, Zé Lobo, presidente da Transporte Ativo, teve uma de suas falas resumidas ao ponto da distorção. Segue a íntegra da entrevista ao jornal carioca “O Dia”.

O Dia: O que você acha da iniciativa?

Zé Lobo: Acho a iniciativa muito boa, quanto mais se promover o uso das bicicletas mais a cidade ganha em qualidade de vida.
Porém esta é uma iniciativa que deve vir acompanhada de varias outras que promovam a segurança do usuário.
O sucesso do sistema em Paris e Barcelona se deve a um planejamento amplo e não apenas a implantação do sistema.
Este planejamento incluiu desde campanhas promocionais e de esclarecimento maciças como soluções viárias para circulação segura deste usuário.


O Dia: Espera que os cariocas adotem esse hábito?

ZL: Os cariocas tem tudo para que cada um seja um ciclista, o potencial que a cidade oferece é enorme e a cada dia o número de ciclistas circulando pela cidade aumenta. De 94 a 2004 o aumento foi de 300% segundo o PDTU RJ e continua crescendo.

O Dia: Que tipo de pessoa você acredita que usará o serviço?
ZL: Teoricamente o usuário deste serviço será qualquer cidadão que queira se deslocar com velocidade e praticidade por pequenos percursos na cidade. Na pratica só com o tempo saberemos. Se as medidas que citei na resposta acima não forem tomadas será difícil que parte da população use o serviço de uma hora para outra. Eu com certeza usarei, se as bicicletas tiverem um mínimo de qualidade, outro fator primordial para o sucesso. É bom lembrar que existem cidades onde o sistema fracassou por falta de planejamento.

O Dia: Acredita que as pessoas possam alugar as bicicletas para ir ao trabalho por exemplo?
ZL: Depende. Estas bicicletas são para pequenos percursos se a pessoa mora perto do trabalho sim, se mora longe poderá usá-la para complementar uma viagem de metrô ou de ônibus ou usará para se deslocar dentro do bairro para ir ao banco, dentista, etc.

O Dia: Quanto você acha que deve custar o aluguel das bicicletas?
ZL: Normalmente nestes sistema de aluguel a viagem rápida (até 30 min) é gratuita pois o concessionário deve ter sua principal fonte de renda na publicidade e não na locação das bicicletas. A tarifa após os primeiros 30 minutos tende a subir progressivamente inibindo o uso por longos períodos.

Mais:
– Bicicletas para alugar: primeiros 30 minutos serão gratuitos – O Dia.
– Leia sobre Bicicletas Públicas ao redor do mundo na Biblioteca Transporte Ativo.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *