Conhecendo o Ciclista Latino Americano

popayan3

Popayán – Colombia

A pesquisa Perfil do Ciclista, realizada em 10 cidades brasileiras em 2015, agora está sendo realizada em 28 cidades no Brasil e outras 27 cidades de 9 países da América Latina. A seguir, fotos de entrevistas sendo realizadas em algumas destas cidades.

Alta_AR

Salta – Argentina

Villavicencio_CO

Villavicencio – Colombia

Santa_Fe_Ar

Santa Fé – Argentina

Manaus _ Brasil

Manaus _ Brasil

Aracaju - Brasil

Aracaju – Brasil

Recife - Brasil

Recife – Brasil

Belém - Brasil

Belém – Brasil

Diversos treinamentos foram realizados online e localmente para alinhar as equipes que estão nas ruas aplicando as entrevistas.

Aracaju - Brasil Popayan - Colombia

Treinamentos para aplicação da Pesqusia em Curitiba – Brasil  e  Popayán – Colombia

Hangout América Latina

Hangout América Latina

Diversas cidades divulgaram as atividades em busca de voluntários, que nas ruas abordam, em dias úteis, pessoas que estajam pedalando, empurrando ou estacionando a bicicleta.

Divulgação e chamada para voluntários em Valencia - Venezuela; Rosaro - Argentina e Antioquia Colombia

Convocação e divulgação em Valencia – Venezuela; Rosário – Argentina e Bello – Colombia

Tudo para que possamos conhecer melhor os ciclistas brasileiros e latino americanos, o que os motiva a iniciar e a continuar pedalando pelas cidades, para que assim seja possível se realizar campanhas de conscientização e promoção do uso de bicicletas nas cidades, indo direto aos pontos de maior destaque.

Santa_fe

Studio-X Rio se despede da Praça Tiradentes

SXR
“Em 2011 o Studio-X Rio foi instalado na Praça Tiradentes como parte de um projeto ambicioso da Escola de Arquitetura, Planejamento e Preservação da Universidade de Columbia (GSAPP) de criar uma rede global de pessoas e saberes dedicada à pesquisa e ao debate sobre as questões mais prementes do ambiente construído.

No Rio de Janeiro, o Studio-X contou com o apoio da Prefeitura da Cidade, por meio do Instituto Rio Patrimônio da Humanidade, o que permitiu oferecer uma programação gratuita e de alto nível. A atmosfera informal, combinada ao alcance internacional e relevância dos debates, fizeram do espaço uma referência na cidade, impactando positivamente pessoas e instituições. Desde sua abertura, foram realizadas cerca de 200 palestras, 65 exposições e 40 workshops, dentre outras atividades e pesquisa, possíveis por meio uma rede extensa de mais de 350 colaboradores. Estas iniciativas abordaram os temas mais relevantes, urgentes e desafiadores sobre a arquitetura e as cidades, no Rio de Janeiro e no mundo.

Em 2017 novos planos se alinham. O Studio-X passa a ter um foco na América Latina, com programação e pesquisa acontecendo nas diferentes cidades do continente. Com isto, comunicamos o encerramento de nossas atividades na Praça Tiradentes. O Studio-X continuará a realizar atividades no Rio de Janeiro em colaboração com instituições parceiras, incluindo o Columbia Global Center.”

A Transporte Ativo muito se orgulha de ter feito parte desta trajetória, o Studio-X era como nossa casa, realizamos diversos workshops, eventos, palestras, oficinas e até assembleias no nº 48 da Praça Tiradentes. Muito conhecimento passou e se criou no local. O workshops e o prêmio “A Promoção da Mobilidade por Bicicletas no Brasil” já eram eventos tradicionais na casa e o Ciclo Rotas Centro, projeto reconhecido mundo afora, nasceu ali. Muito nos honrou também, poder dar um depoimento no evento de encerramento do Studio-X na Praça Tiradentes 48.

SXAL

O Studio-X agora segue para uma nova fase, mais focada em pesquisas, pela América Latina. Ficamos felizes, pois como também estamos iniciando diversos trabalhos de pesquisa na AL, sinal de que a parceria seguirá adiante, agora em outros planos.

Abaixo algumas fotos de momentos TA no Studio-X Rio. Parabenizamos e agradecemos ao Pedro Rivera e a toda equipe que passou por lá, por momentos de conhecimento, sabedoria e satisfação!

SX2

SX1

 sx4

SX3

Dia Mundial sem Carros

O Rio já se destacou com atividades “oficiais” para o Dia mundial sem Carros na década passada, hoje a data é apenas lembrada pontualmente em alguns mini eventos. Quem continua dando vida ao evento na Cidade Maravilhosa, como em grande parte das versões que rolaram por aqui, é a Sociedade Civil. Sem ela seria apenas mais um dia repleto de carros e engarrafamentos.

Vale a pena nesta data, lembrar o que já rolou no Rio, clicando aqui.
E o que vai rolar este ano clicando aqui.